Uncategorized

Troféu Metalvest no Basketball Champions League Americas 2024

Troféu Metalvest no Basketball Champions League Americas 2024

Quimsa Faz História e Derrota Flamengo na Final

Primeiramente na noite de domingo, em um Estadio Ciudad fervoroso em Santiago del Estero, a equipe do Quimsa encerrou a temporada 2023-24 com uma vitória épica, derrotando o Flamengo por 92-80. Com este triunfo, o Quimsa tornou-se o primeiro bicampeão da Basketball Champions League Americas, um marco significativo na história do torneio.

Domínio desde o Primeiro Minuto

O jogo foi marcado por um desempenho coletivo impecável da equipe argentina, que liderou a partida desde o primeiro quarto. Sob o comando de Leandro Ramella, o Quimsa abriu uma vantagem significativa logo no início, pressionando os visitantes e estabelecendo um ritmo intenso. Desde os primeiros minutos, ficou claro que o Quimsa estava determinado a conquistar o título.

Durante o segundo quarto, os argentinos intensificaram ainda mais sua performance, especialmente nos arremessos de longa distância. A equipe converteu uma sequência impressionante, ampliando a vantagem para 22 pontos, com o placar de 36-14. Esse domínio no perímetro foi crucial para a construção da vitória.

Resistência do Flamengo e Atuação de Destaque

Embora o Flamengo tenha tentado reagir em diversos momentos do jogo, a equipe brasileira não conseguiu superar a defesa eficaz e o ataque poderoso do Quimsa. Jogadores-chave como Gui Deodato e Gabriel Galvanini tiveram atuações apagadas, dificultando a recuperação da equipe carioca.

Brandon Robinson, o ala-armador de 34 anos, brilhou intensamente e foi eleito o Jogador Mais Valioso (MVP) da partida. Com 23 pontos, 9 rebotes e 5 assistências, Robinson solidificou seu status como uma lenda da BCLA. Seus arremessos decisivos no quarto período foram essenciais para conter a tentativa de reação do Flamengo.

Contribuições Coletivas e Estatísticas

Além de Robinson, outros jogadores do Quimsa também se destacaram. Juan Brussino e Tayavek Gallizzi contribuíram com 14 pontos cada, enquanto Emiliano Basabe registrou um duplo-duplo com 11 pontos e 14 rebotes. No total, quatro jogadores do Quimsa atingiram pontuações de dois dígitos, evidenciando o trabalho em equipe.

Por sua vez, o Flamengo teve Martín Cuello como principal pontuador, com 15 pontos. No entanto, outros jogadores importantes como Kayo Manfio, Scott Machado, Didi Louzada e Deodato ficaram abaixo dos dois dígitos, comprometendo a performance da equipe.

Domínio nas Estatísticas

O Quimsa manteve uma alta eficiência nos arremessos, convertendo 10 de 26 tentativas de três pontos e 57,4% dos arremessos totais. Defensivamente, limitaram o Flamengo a 39,8% nos arremessos de quadra e apenas 12 lances livres. A equipe argentina também dominou nos rebotes, com uma vantagem de 46-33, e defendeu ferozmente o perímetro, forçando o Flamengo a arremessar 11 de 40 tentativas de longa distância.

Apesar dos 20 turnovers, o Quimsa soube capitalizar nos pontos dentro do garrafão, superando o Flamengo por 40-36 em pontos na área pintada.

Um Marco Histórico

A vitória do Quimsa não apenas garantiu o segundo título da BCLA, mas também estabeleceu a equipe como a primeira a alcançar o bicampeonato na história do torneio. Para o Flamengo, a derrota marcou a terceira final perdida em cinco anos, evidenciando a dificuldade de conquistar o título apesar das frequentes chegadas às finais.

Fabián Ramírez, com 8 pontos e 4 rebotes em 25 minutos, também fez parte da equipe vitoriosa de 2019-20, juntando-se a Robinson como os jogadores que conquistaram ambos os títulos com o Quimsa. Este feito solidifica ainda mais a história de sucesso e determinação da equipe argentina no cenário do basquete continental.

Acesse nosso instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *